Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

popeye9700

Crónicas e artigos de opinião, a maior parte publicada no Diário Insular, de Angra do Heroísmo.

popeye9700

Crónicas e artigos de opinião, a maior parte publicada no Diário Insular, de Angra do Heroísmo.

QUENTES E BOAS (2)

Janeiro 19, 2015

Tarcísio Pacheco

Cavaco Silva 2.jpg

 

QUENTES E BOAS (2)

 

TARCÍSIO PACHECO

 

MENSAGEM DE ANO NOVO - Ouvi, com extrema atenção, a mensagem de Ano Novo de Sua Excelência, o Senhor Presidente da República. A minha religião diz que, para entrarmos num novo ano com o pé direito, devemos ofertar aos nossos deuses um sacrifício cruento ou fazer qualquer coisa que nos custe extraordinariamente. Como dispor-se a ser um limpador de fossas sanitárias no Bangladesh por um dia ou algo do género. Para ser franco, eu costumava resolver o problema cortando o pescoço a um galo preto. Mas a chegada de Cavaco Silva à Presidência da República coincidiu com uma escassez de galos pretos no mercado. Então, optei por ouvir os discursos dele.

Por outro lado, não sou do género que faz ouvidos de mercador e não responde quando a Pátria precisa dos nossos serviços. Faço ouvidos de outra coisa qualquer, usualmente de bancário ou estivador. E costumo responder que “hoje não posso porque tenho um jantar” mas nem sempre, também já aconteceu ser um almoço. Parece-me ser um imperativo cívico, um gesto patriótico, ouvir e comentar os discursos de Cavaco Silva. Algo como um bom muçulmano ir a Meca.  Ou dar a  vida pela Pátria. Bom, isso não faço porque já tenho planos para as férias deste ano. Mas, uma vez por ano, posso ter uma atitude de boa vontade. Afinal, é no período natalício, quando somos todos malta porreira. Então, lá vai.

A primeira coisa que podemos constatar , de imediato,  é que Cavaco está vivo, o que é um enorme alívio, uma vez que se levantam frequentes dúvidas sobre esse assunto. É de presumir que a D. Maria também esteja viva porque vimo-la recentemente, pelo Natal, embora a imagem dela, por si só, não garanta totalmente essa condição. 

Podemos ver também que Cavaco não mudou nada relativamente ao ano passado, o que é muito tranquilizador: o mesmo rosto de sempre, tão querido dos Portugueses, aqueles olhos vivos, aquele sorriso amoroso e meigo, aquela expressão profunda e inteligente, a bonomia e o evidente sentido de humor. E a escolha acertada do cenário, com a bandeira nacional e a fotografia a transmitirem o legado original de Cavaco de que Pátria e Família são os pilares da sociedade, um conceito novo e revolucionário, bem ao jeito do nosso querido Presidente.

A mensagem mais importante do Senhor Presidente não está no texto formal do discurso. Discursos destes, nesta época, andam por aí aos pontapés. Cavaco Silva é demasiado inteligente para cair numa coisa dessas. O seu pensamento iluminado e profundo está reservado para as pessoas de nível inteletual superior. A sua verdadeira mensagem está no registo subliminar, está no que ele não diz. Portanto, se alguém achar que Cavaco Silva escreveu uma mensagem insípida, banal , vazia e convencional, só pode ser porque não possui o software inteletual necessário para a descodificar. Por isso, reclamem na origem e não ponham as culpas no pobre senhor.

No entanto, alguns detalhes são importantes e devem ser interpretados; Cavaco Silva não estava a comer bolo-rei. Embora seja a época desta iguaria e seja bem conhecida a sua propensão para falar em público com a boca cheia de bolo-rei. Isto só pode ser interpretado como um subtil aviso de contenção: vivemos tempos difíceis e uma boa estratégia, com efeito psicológico,  é dar a entender que não comemos. Deixar de comer pode ajudar a equilibrar a balança comercial e a resolver o problema do excesso de idosos. Como sabemos, este conceito tem feito milagres na resolução do problema do excesso de população em África.

Finalmente, como não podia deixar de ser, Cavaco Silva mostrou-nos o seu lado mais humanista e solidário, para calar a boca dessa gente malvada que o acusa de ser um político de direita sem isenção, um economista medíocre e uma mente menor.  Preocupa-se com os pobres e nisso está muito à frente do próprio Papa que se tem preocupado sobretudo com os cardeais, todos eles ricos, bem vestidos e frequentemente gordos, como sabemos. E a sua solidariedade para com o governo atualmente no poder é qualquer coisa impressionante, que não pode deixar de tocar todos os corações, mesmo os mais empedernidos. Até eu, que tenho um coração de basalto, fiquei arrasado. POPEYE9700@YAHOO.COM

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2002
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2001
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2000
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 1999
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Fazer olhinhos

Em destaque no SAPO Blogs
pub