Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

popeye9700

Crónicas e artigos de opinião, a maior parte publicada no Diário Insular, de Angra do Heroísmo.

popeye9700

Crónicas e artigos de opinião, a maior parte publicada no Diário Insular, de Angra do Heroísmo.

BAGAS DE BELADONA (29)

Janeiro 19, 2017

Tarcísio Pacheco

50 anos.jpg

 

imagem em: http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/redacao/50-anos-mafalda.htm

 

 

BAGAS DE BELADONA (29)

 

 

HELIODORO TARCÍSIO

 

BAGA VÍRUS DOS 50 – Tenho reparado que, por cá, as pessoas com 50 anos ou mais são encaradas como portadoras de um vírus mortal e altamente contagioso. A táctica parece ser evitar qualquer contato, mesmo social, com um portador do vírus. Até mesmo um olhar é de evitar. Sabemos o poder que o olhar pode ter…Lembremo-nos do “mau-olhado”…A mensagem subjacente é que as pessoas com 50 anos devem interagir apenas com pessoas nas mesmas condições, assim como assim, já não há remédio…

Bom, a este respeito, tenho boas e más notícias. Isto tem a ver com descobertas científicas recentes e com desmistificação. Efetivamente, o vírus existe, toda a Humanidade é portadora e não há como escapar, uma vez que é transmitido à nascença, por via materna. E todos são filhos de uma mãe. A única maneira de escapar é morrer antes dos 50, por causas naturais ou acidentais, o que parece um tanto ou quanto drástico. Alguns conseguem-no. Quanto aos outros, nada a fazer. Vão ter 50 anos um dia… E o vírus é mortal. Todos os infectados irão, inevitavelmente, morrer, em média cerca de 27 anos depois do contágio, com uma ligeira vantagem para as fêmeas. Todavia, também há boas notícias. A ciência está tão sofisticada que até é possível prever exactamente quando vai acontecer, caso a caso. Utiliza-se para isso um algoritmo matemático em que se substituem certas variáveis. Por exemplo, conseguimos saber que um indivíduo nascido em 1970 será infectado em 2020. E não adianta emigrar para Marte porque levará o vírus consigo. É arrepiante mas assombroso.

Perante a tenebrosa realidade, talvez as pessoas com menos de 50 anos devessem rever a sua interacção com as pessoas com 50 anos ou mais. No mínimo, dedicar-lhes um pouco da atenção que têm com os cachorros lá de casa. Não digo atirar-lhes um osso ou levá-los a passear na trela. Até porque alguns dos infectados mordem, mesmo que já lhes faltem dentes. Mas não custa nada ter uma gentileza, uma palavra amiga, um sorriso, ao menos um bom dia ou boa tarde. Até mesmo, uma vez por outra, passar-lhes a mão no pelo. Atenção, não lhes dêem chocolates. É por causa dos dentes. POPEYE9700@YAHOO.COM

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2002
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2001
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2000
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 1999
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Fazer olhinhos

Em destaque no SAPO Blogs
pub