Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

popeye9700

Crónicas e artigos de opinião, a maior parte publicada no Diário Insular, de Angra do Heroísmo.

popeye9700

Crónicas e artigos de opinião, a maior parte publicada no Diário Insular, de Angra do Heroísmo.

BAGA AMO TANTO O CAPITAL

Fevereiro 09, 2018

Tarcísio Pacheco

capitalismo 8.jpg

 

imagem em: http://ideiasembalsamadas.blogspot.pt/2015/09/o-capitalismo-e-o-sistema-mais-desumano.html

 

BAGAS DE BELADONA (44)

 

 

HELIODORO TARCÍSIO

 

BAGA EU AMO TANTO O CAPITAL – Um habitual articulista do DI, um conservador à antiga, que não esconde o seu profundo e cego amor por tudo o que é das direitas, publicou recentemente um artigo em que tece loas ao capitalismo e culpa o socialismo por todos os males do mundo. Não deixa de ser caricato que, estando o mundo na barafunda do costume mas pior do que nunca, com terroristas radicais, governantes populistas, regimes fascistas, miséria extrema, fome, bandos de refugiados, aquecimento global, catástrofes ambientais, os oceanos a morrer, a vida a extinguir-se por todo o lado e uma real ameaça de holocausto nuclear, o bom do nosso homem centre o seu discurso com tiques de vitorioso no facto de que os líderes socialistas na Europa quase não existem. Se assim é, se o mundo em que vivemos é o produto da vitória do capitalismo e do fracasso do socialismo, então deveríamos estar a viver num mundo perfeito e a caminhar para a perfeição absoluta, alvo da inveja de toda a galáxia. Deve ser por isso que os OVNIS por cá andam... Os estúpidos ET’s querem ver com os seus próprios olhos o maravilhoso sucesso da Terra e depois, envergonhadíssimos, tomam o primeiro wormhole aberto ao tráfego e vão-se embora, apressados, a velocidades muito acima da velocidade da luz (desculpa Einstein, estavas enganado), loucos para instaurarem o capitalismo nos seus miseráveis planetas socialistas. E o nosso articulista, para fundamentar a sua fé inabalável nas virtudes da religião capitalista, cita Winston Churchill, um político conservador que deve a sua fama sobretudo ao seu papel na II Guerra Mundial e Margaret Tatcher, uma política ultra conservadora, precursora das mais lamentáveis práticas do neoliberalismo, essa forma de governo/religião assente nos mercados de capitais e na exploração dos cidadãos. Todos podemos encontrar citações que justifiquem as nossas preferências. E nem é preciso ir buscar Marx ou Trotsky. Entre centenas possíveis, uma das minhas favoritas é “O capitalismo é a exploração do homem pelo homem. O socialismo é exactamente o contrário” (Stanlislaw Ponte Preta – pseudónimo do escritor brasileiro Sérgio Porto, falecido em 1968). Esta frase genial sintetiza o que penso sobre o assunto. A raça humana é extremamente imperfeita e nela coexistem o belo e o horrível. Todos nós somos basicamente egocêntricos e procuramos o nosso próprio bem. Só somos capazes de trabalho e esforço se daí nos advierem claros benefícios, sobretudo do âmbito material. Somos basicamente mulas que correm eternamente atrás de uma cenoura. Mas também somos capazes de empatia, compaixão e solidariedade. A Humanidade é dual. Somos capitalistas e socialistas. Vamos sempre viver esse conflito. As nossas únicas hipóteses têm a ver com bom senso e equilíbrio. É exactamente por isso que sou pessimista quanto ao futuro. Já que falámos em ET’s, será que o nosso articulista viu um dos meus filmes de culto, AVATAR? Passa-se na lua Pandora, um satélite do planeta gasoso Polyphemus, no sistema Alpha Centauri. Os nativos, os Na’vis, desenvolveram uma civilização de absoluto equilíbrio, profundamente ecológica e cimentada por uma forte ligação espiritual entre todos os seres vivos e a sua memória colectiva. Os Na’vis são socialistas. A empresa mineira terrestre que, cheia de dinheiro, máquinas e recursos, vem para explorar Pandora, a qualquer custo, é capitalista. Podia ser uma empresa de Trump, transportada nas naves de Elon Musk. Percebido?  POPEYE9700@YAHOO.COM

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2002
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2001
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2000
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 1999
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Fazer olhinhos

Em destaque no SAPO Blogs
pub