Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

popeye9700

Crónicas e artigos de opinião, a maior parte publicada no Diário Insular, de Angra do Heroísmo.

popeye9700

Crónicas e artigos de opinião, a maior parte publicada no Diário Insular, de Angra do Heroísmo.

BAGA É NÁAAAAAAA OUTRA VEZ...

Março 08, 2018

Tarcísio Pacheco

1_gEAqbE7JqZZ5RgEC5TEQrQ.jpeg

 

imagem em: https://medium.com/@carlosramalhete/anticomunismo-revolucion%C3%A1rio-9b091461ac48

 

BAGAS DE BELADONA (48)

 

 

HELIODORO TARCÍSIO

 

                  

BAGA É NÁAAAA OUTRA VEZ – Sr. Jorge Moreira Leonardo, com o senhor é mesmo case closed, a menos que demonstre competência para discutir ideias, o que me parece uma esperança vã. Não nego que fui em quem começou e toda a gente sabe que gosto de uma boa polémica. Mas prefiro-a ao nível das ideias. Recordo que no princípio da novela nem sequer o identifiquei e chamei-lhe apenas conservador de direita, que é aquilo que o senhor efectivamente é e não constitui insulto. Já o senhor, como todos os da sua estirpe navega entre o insulto básico e a ameaça de procedimento judicial. É a sua versão de “eu tenho medo de ti mas vou chamar o meu pai para te bater”…Desafiei-o para nos explicar, em tribuna pública, porque é que o capitalismo é um grande bem para o mundo. O senhor respondeu-me com insultos bastante expressivos sobre a minha dignidade e o meu aspecto. Cuidando, talvez, que tentar insultar alguém que nem se conhece de parte alguma e ainda por cima desajeitadamente, é sinal de grande dignidade própria. Mas no fundo até entendo, eu também não escrevo sobre física nuclear ou engenharia de pontes. Não percebo nada disso. Sejamos claros, eu não pareço o que sou e o senhor é o que parece. Nisso é coerente. E poupe-nos à dramatização da sua infância de pobre. O mundo está cheio de gente que se licenciou à sua própria custa, em duras condições ou tardiamente. A vida ensinou-me que a maior parte das pessoas que não seguiram estudos o fizeram por opção ou por limitação pessoal. O resto costuma ser desculpa. Eu próprio, que não tinha recursos de família, não pude estudar no Continente mas enquanto estudei, em Ponta Delgada, fui professor e trabalhei num restaurante e na livraria 9 Estrelas. É claro que, em vez disso, podia ter entrado para o BCA se quisesse e hoje em dia era uma pessoa importante como o senhor. Eu até jogava futebol. São opções. Quem me conhece sabe que me borrifo para o dr. e raramente o uso ou deixo que o usem. Mas para pessoas como o senhor, lamento, quer goste quer não, é mesmo dr. Heliodoro, o meu qualificativo formal de trabalho, segundo o uso e costume nacionais. Portanto, quando me chama publicamente Sr. está claramente a mostrar a sua verdadeira educação, para além do verniz superficial. Quanto ao resto, se insiste em manter a novela aberta e se é assim tão esperto como insinua, explique-me lá, sem insultos, se der com o jeito: o capitalismo é bom porquê? POPEYE9700@YAHOO.COM

 

 

 

BAGA EI, A MINHA ESCOLA NÃO TEM XERIFE

Março 01, 2018

Tarcísio Pacheco

6a00d8341d417153ef017ee6ff06d6970d-800wi.png

 imagem em: http://www.englishblog.com/2013/01/cartoon-arming-the-teachers.html#.WpgEKh2dDcs

 

 

BAGAS DE BELADONA (47)

 

 

HELIODORO TARCÍSIO

 

                  

BAGA EI, A MINHA ESCOLA NÃO TEM XERIFE – Se não fosse o facto de ele ter o indicador gordo e cor de caramelo sobre o gatilho nuclear, seria o meu comediante preferido, sobretudo quando põe o seu boné vermelho de basebol. Ricardo Araújo Pereira anda ausente e nunca apreciei a Tia Maria do Nordeste. Preciso de alguém que me faça rir. E não há semana em que ele não me faça rir, até às lágrimas. Bom, na verdade, é frequente passar directamente para a fase das lágrimas. Falo do presidente Trampa, rico em tudo, em dinheiro, em poder, em banhas e em estupidez. A sua recente comunicação, no Twitter, claro, o órgão oficial da Casa Branca, relativamente à sua vontade de equipar os professores americanos com armas, ecoará por muito tempo nos mentideros do planeta. Os tipos do armamento, grandes amigos dos presidentes norte-americanos andam nos píncaros da felicidade e eles já eram muito felizes. Sacaram logo das calculadoras e puseram-se a fazer contas. Limitaram-se a contar o número de professores activos já que nunca se sabe onde vai o próximo doido atacar, por isso, a evolução lógica da brilhante inspiração do Trampa é, obviamente, armar todos os professores. Eu diria mesmo que os contínuos e os auxiliares de limpeza também deviam ser armados, já que é frequente os Rambos tresloucados entrarem pelas traseiras e esconderem-se nas arrecadações. Talvez os pais dos alunos devessem andar armados também, por que é que os tiroteios não podem ocorrer na hora em que eles vão à escola? E os condutores dos autocarros escolares? E aqueles tipos que mandam parar o trânsito para os miúdos atravessarem a rua? Na verdade esta é uma ideia imparável, no fundo, acho que os alunos também devem andar armados, já a partir do jardim-de-infância. Nunca é cedo demais para iniciar uma criança norte-americana na arte da defesa pessoal. Talvez não com armas de fogo mas, sei lá…  com fisgas?? E assim resolvia-se na origem o problema dos futuros psicopatas. Melhor que isso só o aborto mas é proibido, Deus não gosta, segundo os pregadores evangélicos amigos do Trampa. Eu sou mais clássico, talvez por ter visto muitos westerns quando era puto. E sempre se poupam uns trocos que podem reverter para a descontaminação da Terceira, por exemplo. Acho que devia haver um xerife e dois ajudantes em cada escola. Talvez fosse suficiente embora, por outro lado, isso possa resultar num argumento atenuante para a defesa do Rambo; já estou a ver o advogado de defesa em tribunal: “Your Honour, he shot the sheriff but he didn’t shoot the deputy”

BAGA NÁAAAAAA – Lamento desiludi-lo mas nem pense Sr. Jorge Moreira Leonardo. Não vamos cruzar-nos na escadaria do tribunal. A sua dignidade, comigo, está tão a salvo quanto uma virgem num convento. Bom, considerando o mundo de hoje, talvez bastante mais a salvo mesmo. Além disso, o senhor anda a ensinar a um ex-amigo que ferve em pouca água, como escrever post-scriptum desconexos. E isso apraz-me e diverte-me.

Seja como for, até prova em contrário, vou presumir que o senhor ainda não nos explicou a construção de um admirável mundo novo pelo capitalismo porque não faz a menor ideia do que dizer. Só sabe que gosta assim. É o que eu sinto relativamente ao chocolate. Case closed, como dizem lá nas séries americanas de tribunais.

PS como deve ser: A dupla publicação do meu artigo foi um óbvio erro do DI. O artigo a mais era o primeiro, vizinho dos cronistas nobres. Toda a gente sabe que sou cronista da página dos fundos, logo antes da meteorologia e dos anúncios de “Relax”.

Outro PS como deve ser: É Dr. Tarcísio. Sou tão licenciado como os licenciados que o senhor admira. Já agora, seja reverencial com todos. POPEYE9700@YAHOO.COM

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2002
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2001
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2000
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 1999
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Fazer olhinhos

Em destaque no SAPO Blogs
pub