Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

popeye9700

Crónicas e artigos de opinião, a maior parte publicada no Diário Insular, de Angra do Heroísmo.

popeye9700

Crónicas e artigos de opinião, a maior parte publicada no Diário Insular, de Angra do Heroísmo.

COM PAPAS E BOLOS...

Maio 15, 2015

Tarcísio Pacheco

alienação.jpg

 

imagem em: http://www.ronaud.com/sociedade/futebol-como-instrumento-de-alienacao/

 

 

COM PAPAS E BOLOS…

 

 

 

HELIODORO TARCÍSIO

 

Há um filme de 2002, com o título “ A ILHA” com Ewan MacGregor e Scarlett Johansson. A história é muito cativante e a trama apaixona. Mas foi sobretudo o conteúdo simbólico e metafórico da história que me seduziu.

O palco da história é uma comunidade utópica e futurista, onde as pessoas nascem e vivem, em cárcere confortável mas rigoroso, só de lá saindo numa circunstância. O local é um imenso complexo subterrâneo, auto-suficiente e aos residentes, de ambos os sexos, é dito que o planeta sofreu um holocausto nuclear e se tornou inabitável e mortal à superfície. Com excepção de uma pequena ilha, isolada, paradisíaca, aonde qualquer um deles pode ir parar, mais cedo ou mais tarde. O método usado é o do sorteio regular, tipo lotaria. O vencedor de cada edição é imediatamente conduzido à ilha. Os residentes são diariamente bombardeados com filmes maravilhosos sobre a dita ilha e visões da paisagem desolada e contaminada da superfície do planeta. A comunidade está submetida a regras rígidas, o amor e o sexo são rigorosamente proibidos, assim como qualquer tipo de ligação regular. Um exército de funcionários, incluindo seguranças armados, assegura a disciplina e a obediência.

A verdade é-nos revelada pouco a pouco e é sinistra. O holocausto nuclear é treta. O complexo é, na verdade, uma empresa privada que fabrica clones humanos. O mundo lá fora faz a sua vida normal e os clientes são quaisquer pessoas ricas que possam pagar pelo seu clone. Os clones residentes servem fundamentalmente para fornecer órgãos aos seus proprietários. Quando um residente é seleccionado para a ilha, desaparece do complexo porque na verdade é morto em segredo para que algum órgão vital seja utilizado. Claro que tudo acaba bem, as personagens principais fogem e no fim todos os clones são libertados e o complexo é destruído.

Este filme veio-me à memória, recentemente, ao fazer zapping na TV e passar por um daqueles programas idiotas em que é oferecida a possibilidade de gordos prémios “em cartão” a quem ligar. Não somos clones mas somos autómatos. A maioria das pessoas vive uma vida estúpida, estéril, repetitiva, monótona, ignorante e inconsciente. A maioria das pessoas é controlada e manipulada, graças a um sistema educativo propositadamente medíocre, selectivo, castrador e à propaganda e desinformação com origem no poder político e veiculada por alguns media. Na verdade, vivemos uma falsa liberdade, que é condicionada de muitas maneiras. O mundo é dominado por um escasso número de pessoas, cuja única religião é a do dinheiro, do lucro, do poder, a qualquer custo.

O paradigma deste processo de escravização através da manipulação e do alheamento das pessoas é a sociedade norte-americana. Quando os fanáticos islâmicos pintam os EUA como o Grande Satã, ali começa e se esgota a sua razão, já que eles também são demónios, de menor calibre.

Este novo mundo, onde tudo se paga, até a vida mas de forma que não se perceba, um mundo de prémios chorudos na televisão, de lotarias, totolotos e totobolas, de automóveis topo de gama, pagos pelos nossos impostos, oferecidos mensalmente a quem pagar os seus impostos, de maravilhas e benefícios totalmente disponibilizados por empresas privadas que, obviamente, só querem o nosso bem, é o mundo para onde pretende arrastar-nos o malicioso neo-liberalismo luso-germano e pan-europeu. Com papas e bolos se enganam os tolos. Se você leu isto até ao fim, há boas possibilidades de não ser um autómato. Parabéns.

POPEYE9700@yahoo.com

 

 

 

POSSESSÕES DIABÓLICAS

Maio 07, 2015

Tarcísio Pacheco

Linda Blair.jpg

 imagem em: http://edsonmelosintonia.blogspot.pt/2013/07/possessao-diabolica.html

 

 

QUENTES E BOAS (5)

 

 TARCÍSIO PACHECO

 

POSSESSÕES DIABÓLICAS – Há uma investigadora do paranormal, do Reino Unido, que recebeu uma boneca em casa, “Peggy” de seu nome, enviada por uma cliente. Esta queixava-se de pesadelos e desconforto nocturno, a partir do momento que recebeu a boneca em casa. A investigadora decidiu então publicar fotografias e vídeos da dita cuja e verificou que o simples acto de olhar para esse material provocou sintomas diversos, todos desagradáveis, em cerca de 20% das pessoas. Houve dores de cabeça, palpitações e náuseas e um caso complicado em que o raio da boneca encravou o computador e deixou o quarto gelado.

Eu também olhei para a foto da “Peggy” durante um bom bocado e fiquei apenas com vontade de ir à casa de banho. Mas isso talvez tenha sido porque já sentia vontade antes. Aparentemente faço parte dos 20% de pessoas que são resistentes a maldições ou que são tão low profile que nem os demónios dão por elas. Ou então, faço parte de um grupo ainda mais restrito de pessoas a quem as maldições atacam sobretudo a bexiga.

Mas há algo que realmente me preocupa. Toda a gente que me conhece sabe da profunda admiração e elevado respeito que nutro pela tríade Cavaco Silva, Passos Coelho e Paulo Portas. Todavia, sempre que vejo qualquer deles na TV sinto logo terríveis acessos de náuseas e vómitos, o que me obriga, de imediato, a mudar de canal. E, evidentemente, o prejuízo é todo meu, que não consigo beber daquelas fontes de sabedoria e revelação. É terrível e está a piorar, ultimamente basta-me ouvir a voz de um deles para não conseguir aguentar nada no estômago. E desconfio que foram os demónios desta gente que já me avariaram o PC uma data de vezes ao possuir-me a pobre da motherboard.

Depois de ler esta notícia sobre a “Peggy” fiquei a suspeitar que esta gente possa estar possessa e amaldiçoada. Lembrando a evolução do aspeto da personagem de Linda Blair em “O Exorcista”, o meu primeiro filme de terror, há alguns sinais nesse sentido. Tendo acompanhado com muito pesar a evidente decadência física de Cavaco Silva nos últimos tempos, estou sempre à espera que ele me apareça com a cara verde fungo, o pescoço a 180 graus e a vomitar de esguicho uma coisa pastosa para cima da pobre da D. Maria. Passos Coelho e Paulo Portas parecem estar em fases menos adiantadas do processo mas os possuídos perdem sempre cabelo. Coelho está nitidamente a ficar calvo. Portas consegue disfarçar em dias de calmaria, porém, quando sopra uma nortada, como ele anda sempre na rua e a entrar e sair de aviões, não há laca que aguente aquela melena estratégica e ele fica com a careca descoberta perante o país. Finalmente, dirão alguns, comunistas, claro. Mas com o Diabo não se brinca, o problema pode ser sério.

A fim de que o país possa continuar a ser salvo e não se percam todas as benesses com que o povo português tem sido abençoado nos últimos anos, é preciso fazer alguma coisa. Sugiro que se chame um exorcista credenciado ou os Caça-Fantasmas. Sabemos que é perigoso, que às vezes as coisas correm mal e o demónio vai-se embora mas cobra o couro das suas vítimas. Mas, enfim, sabemos que para esta gente o país está sempre primeiro. No caso de Paulo Portas, isso é mesmo irrevogável.

POPEYE9700@YAHOO.COM

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2002
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2001
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2000
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 1999
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Fazer olhinhos

Em destaque no SAPO Blogs
pub