Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

popeye9700

Crónicas e artigos de opinião, a maior parte publicada no Diário Insular, de Angra do Heroísmo.

popeye9700

Crónicas e artigos de opinião, a maior parte publicada no Diário Insular, de Angra do Heroísmo.

BAGAS DE BELADONA

Outubro 31, 2012

Tarcísio Pacheco

 

imagem: http://pixabay.com/pt/beladona-cereja-planta-natureza-3844/

 

 

Baga PSD-A e Orçamento 2013: O PSD-Açores deu liberdade de voto aos seus três deputados na Assembleia da República, no que respeita à votação do Orçamento 2013. Recorde-se que, durante a campanha para as eleições regionais deste ano, Berta Cabral prometeu que estes deputados votariam contra o Orçamento. Agora, o PSD-A diz que Passos Coelho recuou, por isso já não se verificam as mesmas condições. Isto merece um prémio. O prémio “Cúmulo da Hipocrisia”. Aliás, reveja-se toda a história; no início, Berta Cabral colou-se a Passos Coelho, com o óbvio intuito de beneficiar da teórica popularidade de um governo que acabou de ganhar umas eleições; e também, para beneficiar da velha estratégia, a que nenhum político ilhéu resiste, de dizer que o mais conveniente é ter um governo da mesma cor, nos Açores e no Continente. Agitar a cenoura da unanimidade. Depois, ao constatar a crescente impopularidade do governo de Passos Coelho, tentou demarcar-se dele à pressa, de forma grosseira, precipitada e algo traiçoeira. Compare-se com a atitude de Alberto João Jardim que, apesar de ser uma abominável e truculenta figura, ao menos tem personalidade, tem postura, tem coerência. Para ele, a Madeira está sempre primeiro, ao menos isso. Claro que a manobra de Berta Cabral foi tardia e demasiado óbvia. O povo açoriano é um bocado ignorante e apático mas também não é estúpido…Tendo sofrido uma pesada derrota nas recentes eleições, agora o PSD-A já não vê motivos para fazer promessas eleitorais e já se atreve a gostar um bocadinho de Passos Coelho, de novo. Só que não precisava de ir tão longe em termos de hipocrisia política. Gostaria muito de ouvir explicações públicas sobre as grandes diferenças relativamente ao Orçamento 2013, antes e depois das eleições nos Açores. A hipocrisia desta gente é uma coisa verdadeiramente assombrosa. Exclusivamente nesse aspeto, não cessam de me surpreender…Agora que os três deputados não se podem esconder atrás da disciplina partidária, vamos ver até que ponto defendem realmente os interesses dos açorianos…A História ensinou-me a duvidar sistematicamente…

 

Baga Menino Jesus entre os Doutores: Quem também já me cansa é Mário Cabral e as suas lições de filosofia caseira de raiz cristã. Tanta presunção e arrogância inteletual… Sempre achei os filósofos pessoas importantes porque têm a capacidade de mudar o mundo, apenas através do pensamento e da palavra. Isso é que muda o mundo, não é a ilusão da velocidade e do betão. Mas, para mudar o mundo, é preciso ter um espírito aberto. Mário Cabral comete a proeza de conseguir ser um filósofo escolástico em pleno século XXI. Todo o seu discurso se apoia numa colecção de textos copiados e requentados, de duvidosa “inspiração divina”, ainda por cima seleccionados  e “certificados” pela Igreja Católica, convenientemente expurgados de qualquer escrito que pudesse ensombrar os seus queridos dogmas. Dizer que a religião católica sempre admitiu as mulheres nas igrejas é outra candidatura a um prémio de hipocrisia. Elas são admitidas sim mas sempre e ainda, como parceiras menores, freiras, catequistas, auxiliares de serviços gerais, irmãs solteironas de padres, a quem está vedado o sacerdócio, privilégio dos machos. Até os meninos de coro tem de ser… meninos. Por outro lado, a democracia grega não me dá vontade nenhuma de rir. Sobretudo quando comparada com a falsa democracia atual, subordinada ao poder das elites políticas e financeiras, que a manipulam a seu bel-prazer. E dizer que na Grécia só votavam os cidadãos urbanos do sexo masculino é esquecer, muito convenientemente que, sob a égide do Cristianismo, não se evoluiu nada nesse aspeto, desde a Grécia Clássica até ao século XX. Em Portugal, só a partir de 1931, em pleno Estado Novo, curiosamente muito amiguinho da Igreja Católica, é concedido direito de voto às mulheres e, mesmo assim, só às que possuíssem curso liceal ou superior. Só em 1968, deixou de haver qualquer referência ao sexo na lei eleitoral. Ainda tem Mário Cabral vontade de rir da democracia grega? E quanto á perfeição de Nossa Senhora, confesso que tenho sérias dúvidas…Para mim, há matéria de facto apontando para a possibilidade dela ter enganado o pobre do José, provavelmente um dos cornudos mais famosos da História. Mas o mistério permanece… Terá sido com um anjo, com um ET ou com o garboso vizinho do lado? Sobre estes mistérios é que Mário Cabral devia debruçar-se…

 

Baga Cocó, Facada e Ranheta: Está-se mesmo a ver que isto não tem tafulho… Está o país entregue a uma espécie de Topo Gigio roído pela traça, que fala de correr maratonas e não desistir,  a um país que já tem fome e revira no lixo; a um betinho inútil, cozinhado em banho-maria nos fornos partidários, que compara o país a um carro usado; e a um sinistro braço direito que, apesar de ter conseguido uma modesta licenciatura mais que duvidosa, se arvora em médico, queixando-se do paciente que não quer tomar o remédio amargo. Toma-o tu meu grandessíssimo filho de um canguru vesgolho,  perneta e mal-cheiroso. Hesito na melhor solução para o país. Oferecer um livro de metáforas a estas três criaturas ou deitá-las aos crocodilos do Nilo? Talvez as metáforas, coitados dos crocodilos, eles não têm culpa de nada e estão acostumados a carne de antílope podre, que é, obviamente, de muito melhor qualidade. Popeye9700@yahoo.com

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2002
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2001
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2000
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 1999
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Fazer olhinhos

Em destaque no SAPO Blogs
pub